Dor Lombar

Informações sobre a dor lombar.

fraturas de compressão e de avulsão

Os desportos de colisão, tais como o futebol, o hóquei sobre gelo e o rugby, são responsáveis pela maior parte das fracturas de compressão nos adolescentes. Estas fracturas ocorrem geralmente após uma carga axial com o dorso numa posição flectida ou ortostática. O futebol, por exemplo, uma fractura da coluna cervical pode resultar de uma carga axial que ocorre quando o atleta cai sobre a cabeça ou colide com um oponente com a sua cabeça numa posição flectida (com o queixo encostado ao peito). A apresentação geralmente inclui dor localizada na apófise espinhosa envolvida e dor com a flexão ou com a extensão ou com ambas. A avaliação deve incluir a realização de radiografias com incidências antero-posterior e de perfil, assim como uma TAC para avaliar a estabilidade da fractura.

O tratamento das fracturas consiste em fisioterapia consoante for tolerado e em imobilização numa ortose da coluna toraco-Iombo-sagrada. A imobilização deve ser mantida durante 4 a 6 semanas nas fracturas lombares estáveis e durante 6 a 12 semanas nas fracturas torácicas estáveis. O atleta pode regressar à competição sem restrições quando demonstrar uma mobilidade e uma força muscular totalmente restabelecidas e se estiver assintomático.

A fractura por avulsão da apófise espinhosa é causada pela tracção desta e é geralmente o resultado de uma contracção muscular violenta súbita (flexão ou extensão). Os atletas podem queixar-se de dor na apófise espinhosa avulsionada e uma cintigrafia óssea irá demonstrar um aumento da captação. O tratamento inclui o repouso, um AINE e fisioterapia e a limitação das actividades que causam dor.